25 ANOS
DE CIRCULAÇÃO ININTERRUPTA
1993-2018
Rua Eleotério Tavares, 248 – Rocio Pequeno
(47) 3444.1926 | São Francisco do Sul - SC
jornalnossailha@jornalnossailha.com.br

SC recebeu mais 144,7 mil doses de vacinas nesta quinta

SC recebeu mais 144,7 mil doses de vacinas nesta quinta Divulgação

SC recebeu mais 144,7 mil doses de vacinas nesta quinta

Chegaram a Santa Catarina na manhã desta quinta-feira (8) mais 144.700 doses de vacinas, sendo 75.500 da AstraZeneca/Fiocruz e 69.200 da Coronavac. A distribuição aos municípios inicia à tarde. Com o novo lote, o Estado já recebeu mais de 1,47 milhão de doses desde 18 de janeiro até agora. 

A carga chegou ao Aeroporto de Florianópolis às 8h40. Do terminal, foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), em São José, onde será feita a conferência e organização da logística para iniciar a distribuição para as regiões.

As centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí, Lages e Rio do Sul retiram as doses já nesta quinta, a partir das 13h. Na sexta (9), pela manhã, o avião do Corpo de Bombeiros Militar levará as doses para as centrais de Chapecó, São Miguel do Oeste e Xanxerê. As doses para as centrais de Videira, Joaçaba e Concórdia seguem via terrestre também na sexta. 

"Mais uma vez, o Estado de Santa Catarina cumpre com o compromisso de levar as doses da vacina contra a Covid-19 a todos os municípios catarinenses no menor tempo possível. A distribuição para todas as centrais regionais será iniciada em menos de 24 horas após o recebimento das doses", ressalta o diretor da Dive/SC, João Augusto Brancher Fuck.

O lote será destinado a profissionais de saúde, idosos e trabalhadores da segurança pública e salvamento.


Segurança

Como são poucas doses, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) definiu os seguintes critérios para trabalhadores da segurança e salvamento:

 

- trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;

- trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar;

- trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19;

- trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, independente da categoria.

 

Além dos policiais militares, policiais civis e bombeiros militares, deverão ser vacinados nesta etapa os guardas municipais, policiais federais e membros das Forças Armadas que atuam no apoio ao Estado e aos municípios na linha de frente ações de enfrentamento à Covid-19. Posteriormente, os demais profissionais de segurança e salvamento e forças armadas serão incluídos na vacinação.